Conheça os 3 principais destinos de mergulho em São Paulo

Quando pensamos em mergulho, logo vem à cabeça destinos como Fernando de Noronha, Paraty, Bonito e Porto de Galinhas. Mas, você sabia que há lugares bacanas e bem acessíveis para praticar o mergulho em São Paulo?

O litoral do estado, em toda a sua extensão, apresenta locais favoráveis para essa atividade, contando com uma riqueza em espécies marinhas, belas paisagens submarinas e alguns naufrágios que despertam a curiosidade.

Quer saber mais sobre esses locais? Então, confira a nossa lista com os 3 principais destinos para mergulho em São Paulo a seguir!

1. Parque Estadual Marinho Laje de Santos

Laje de Santos é um lugar ótimo para mergulho em São Paulo

Parque Estadual Marinho Laje de Santos é bastante frequentado pelos mergulhadores da capital paulista. Trata-se de uma área de proteção ambiental criada em 1993. A famosa ilha Laje de Santos, localizada a 42 km da costa de Santos, faz parte desse parque.

Esse parque tem uma grande variedade de espécies marinhas e a visibilidade na água costuma ficar em torno dos 30 metros. Os melhores lugares de lá para o mergulho são:

Portinho

Em Portinho, é possível observar os destroços do barco pesqueiro São Judas, que naufragou na região no final dos anos 1980.

O local tem um bom abrigo de vento, ondas e correnteza, e uma profundidade média de 20 metros. Por isso, é bastante recomendado para mergulhadores iniciantes.

Naufrágio Moréia

Em 1992, ocorreu o primeiro naufrágio brasileiro artificial, na parte norte da ilha de Laje de Santos. Um antigo operador de mergulho afundou de forma proposital um pesqueiro abandonado a fim de que essa área fosse utilizada por quem pratica o mergulho.

O Moréia tem 15 metros de comprimento e está a 22 metros de profundidade. Atualmente, não são realizadas penetrações profundas em seus porões, mas muitos mergulhadores adoram apreciá-lo por fora.

Parcel das Âncoras

Mergulhadores mais experientes podem se aventurar no Parcel das Âncoras para se encantarem com uma das paisagens submarinas mais bonitas da região.

A profundidade do local é de 18 a 42 metros e o planejamento deste mergulho deve se atentar para a possibilidade de correntezas. O grande diferencial do local são as âncoras de pesqueiros presas no fundo rochoso.

2. Ilhabela

Ilhabela é um bom ponto para fazer mergulho em São Paulo

Um dos melhores destinos de mergulho em São Paulo é certamente o arquipélago de Ilhabela! Ele é formado pelas ilhas de São Sebastião — a terceira maior ilha marítima do Brasil —, da Vitória, de Búzios e dos Pescadores, além de 10 ilhotes e vários parcéis e lajes. Os principais locais em Ilhabela frequentados por mergulhadores são:

Ilha das Cabras

Chamada de ilha desde o século XIX, o ilhote tem uma fauna muito rica, contando com a presença de tartarugas, cavalos-marinhos e belos corais.

Um atrativo interessante é o recife artificial formado a partir de destroços humanos, como âncoras e até chassi de caminhão. Outra coisa que chama bastante atenção é uma estátua de Netuno, que está a cinco metros de profundidade.

Devido à boa visibilidade, a Ilha das Cabras é bastante recomendada para quem quer fazer snorkeling.

Ilha de Búzios

Para quem gosta e está apto a mergulhar em grutas, um bom mergulho em São Paulo está na Ilha de Búzios! Em um mar calmo e com boa visibilidade, os mergulhadores são desafiados a passar por grutas e labirintos de passagem formados por enormes pedras.

Na Ilha de Búzios, os mergulhadores também podem ver seis embarcações naufragadas e se surpreender com uma bela fauna marinha, composta por arraias, tartarugas e uma grande variedade de peixes.

Ilha da Vitória

Ao redor da Ilha da Vitória, é comum serem vistas redes e armadilhas de pesca montadas por caiçaras que moram lá. Logo, é importante conhecer bem a região ao planejar seu mergulho.

A profundidade de mergulho varia entre 5 e 52 metros e a visibilidade costuma chegar a 20 metros nos melhores dias. Geralmente, a temperatura da água é de 22 ºC, mas podem ocorrer correntes frias no início do verão — característica do fenômeno da Termoclina.

Nos pontos de Canal dos Pescadores e de Ponta das Arraias, os mais experientes podem fazer um drift diver — mergulhar a favor da corrente. No Saco do Paiá, também conhecido como Canto da Sereia, existem algumas embarcações naufragadas e reza a lenda que elas eram de marinheiros que foram atraídos pelos cantos das sereias.

3. Ubatuba

Ubatuba é um dos melhores lugares para mergulho em São Paulo

Seguindo para o litoral norte de São Paulo, Ubatuba é o grande destaque da região, apresentando várias vantagens para o mergulho: águas calmas, transparentes e de temperatura agradável. Além disso, o mergulho em Ubatuba é bastante acessível para quem mora na capital paulista.

Ubatuba tem mais de 50 pontos de mergulho com diferentes preços! Os mais interessantes são:

Ilha das Couves

O pequeno arquipélago conhecido como Ilha das Couves é formado por vários ilhotes e a profundidade para mergulho tem um limite de 15 metros. No entanto, a Ilha das Couves também apresenta pontos de mergulho mais profundos, como o Recreio das Borboletas.

Ilha da Rapada

No meio do caminho em direção à Ilha das Couves, está situada a Ilha da Rapada, que apresenta profundidades maiores — em torno de 5 a 25 metros — e exige mais experiência dos mergulhadores pela ocorrência de correntezas.

Um fato interessante sobre a Ilha da Rapada é a possibilidade de ver a criação de vieiras em dispositivos pendurados por boias.

Ilha Anchieta

A Ilha Anchieta é um ponto interessante, que tem como principais destaques seus corais e a presença de moreias.

Uma peculiaridade dessa ilha é que, em 1997, uma estátua em homenagem ao mergulhador francês Jacques Cousteau foi colocada a nove metros de profundidade na Praia do Leste — não sabe quem foi Jacques Costeau? Leia nosso artigo sobre a História do Mergulho!

Mesmo não sendo um estado tradicionalmente conhecido pelo ecoturismo, São Paulo não deixa a desejar em relação a outros estados, e o mergulho em São Paulo pode ser realizado com facilidade.

Mesmo que você não more no litoral, é possível aprender a mergulhar, como já dissemos no nosso artigo “É possível fazer um Curso de Mergulho sem morar no litoral?”

E se você quer ficar por dentro das vantagens da prática do mergulho, leia nosso outro artigo e conheça 5 benefícios do mergulho!

Deixe seu comentário!
The following two tabs change content below.