12 sinais de mergulho utilizados para se comunicar debaixo d’água

mergulho recreativo é uma atividade muito social. Por isso, a comunicação embaixo d’água é muito importante! Como não é possível falar no fundo do mar (ainda bem, o silêncio é uma delícia!), existe um código próprio para os mergulhadores: os sinais de mergulho.

Eles são geralmente gestos realizados com as mãos, que ajudam a manter a segurança durante o passeio. É importante conhecê-los, porque alguns podem ter um significado diferente do que têm na superfície, e isso pode causar confusão entre os desavisados.

Confira a seguir alguns dos principais sinais de mergulho! (Todas as ilustrações desse artigo foram retiradas do site Fordivers.com)

1. “OK”

O sinal de ok é feito juntando a ponta dos dedos polegar e indicador e esticando os outros três dedos. E, assim como na superfície, ele significa que está tudo nos conformes. A diferença aqui é que o sinal serve tanto como pergunta quanto como resposta.

Assim, quando alguém está fazendo “ok” primeiro, está na verdade perguntando se está tudo bem com você. Se tudo estiver dentro do esperado, você responde repetindo o sinal!

2. “Subir” ou “fim de mergulho”

Este sinal é idêntico ao sinal de “beleza” aqui na superfície, ou seja, o mergulhador deve recolher todos os dedos e levantar apenas o polegar.

Por isso, esse sinal de mergulho pode ser bastante problemático entre os mal-informados. No contexto do mergulho, sempre significará que é preciso subir à superfície ou que já se chegou ao fim do mergulho.

3. “Descer”

O sinal de descer é apenas o sinal de subir (“beleza”) de cabeça para baixo. Bem óbvio, não é? Mas cuidado para não confundir com o sinal de problema. Na verdade, esse sinal implica justamente o contrário: significa que você está em condições boas e seguras para mergulhar mais fundo!

4. “Algo errado”

Para realizar este sinal, o mergulhador estende a mão com a palma aberta e balança as extremidades, de maneira similar ao sinal de “mais ou menos” na superfície.

Durante o mergulho, esse sinal significa que há algum problema. Para comunicar melhor qual é o problema exato, o mergulhador aponta para a fonte do problema, logo depois de fazer o sinal.

5. “Não consigo equalizar”

Quando estamos descendo até a profundidade planejada para o mergulho, temos que sempre realizar a equalização dos nossos ouvidos. Mas cada corpo funciona de um jeito, e às vezes pode ser que não consigamos realizar a equalização na mesma velocidade da nossa dupla de mergulho.

Para indicar para sua dupla ou instrutor que você não está conseguindo equalizar, basta apontar para o próprio ouvido. Na sequência, peça para subirem um pouquinho e tente novamente!

6. “Mantenha a profundidade”

Para fazer este sinal, o mergulhador estica o braço com a palma da mão aberta e virada para baixo, movendo-a horizontalmente. Ele serve tanto para dizer que a profundidade máxima do mergulho foi atingida quanto para pedir que os mergulhadores que porventura estejam mais fundo voltem à profundidade planejada.

7.  “Devagar”

O mergulhador estica o braço com a palma da mão aberta e move-a para baixo. Esse sinal geralmente é feito por instrutores para dizer aos seus alunos que nadem mais devagar. Nadar mais devagar não só diminui as chances de hiperventilação ou outro tipo de acidente, mas também permite que o mergulhador aproveite melhor a paisagem submarina, que é o grande objetivo do mergulho recreativo!

8. “Pare”

Existem dois sinais de mergulho que significam “pare”. O primeiro, bastante popular, é o mesmo que entenderíamos na superfície: a mão levantada com todos os dedos esticados e juntos.

Entretanto, mergulhadores técnicos preferem outro sinal: o punho fechado e levantado. Além disso, esses mergulhadores usam esse sinal como pergunta e resposta. Quando alguém recebe um sinal de pare, precisa responder com o mesmo sinal para indicar que entendeu.

9. “Olhe”

Quando querem que os seus alunos olhem para algo, o instrutor de mergulho aponta para os próprios olhos, usando os dedos indicador e anular, e depois aponta para o que deve ser observado.

Quando quer demonstrar como limpar a máscara, por exemplo, o instrutor fará o sinal e depois apontará o dedão para si mesmo, para então exemplificar o exercício. Quando quiser mostrar algum elemento da paisagem, como um coral ou peixe, apontará com o indicador.

10. “Fiquem juntos” ou “fiquem em duplas”

Quando um instrutor precisa relembrar os seus alunos de ficarem próximos às suas duplas de mergulho, ele estica os dois indicadores e os coloca lado a lado. Esse sinal também pode ser usado entre os mergulhadores de uma dupla quando precisam voltar juntos à superfície.

11. “Ok” e “problema” na superfície

Para dizer “ok” na superfície (comunicando-se com a tripulação de um barco, por exemplo), o mergulhador coloca as duas mãos na cabeça, formando um “O” com os braços ― ou, caso um dos braços não esteja disponível, o mergulhador faz o mesmo sinal, mas usando apenas o braço livre.

Quando estiver em uma situação complicada ou enfrentando algum problema, o mergulhador deve levantar o braço e balançá-lo de um lado para o outro, tentando chamar a atenção. Cuidado! No nosso dia a dia, podemos usar esse sinal para chamar a atenção de alguém que está longe na rua, mas, quando fazemos isso na superfície do mar, provavelmente pensarão que precisamos de socorro!

12. “Escreva”

Quando os sinais de mergulho não forem suficientes, usamos uma caderneta a prova d'água

Às vezes, é preciso expressar ideias muito complexas debaixo d’água e, por mais que existam muitos sinais de mergulho, nem sempre é possível expressar tudo o que queremos com eles ― seja porque nós ou nossos colegas não sejamos “fluentes”, seja porque não existe um sinal para o que gostaríamos de dizer.

Nesse caso, o mergulhador pode recorrer a uma caderneta a prova d’água. Para indicar que vai usá-la ou pedir que a nossa dupla a use, estendemos uma mão com a palma para cima ― como se fosse uma folha ― e fingimos que estamos segurando um lápis e escrevendo com a outra.  Esse sinal é inconfundível, não é?

Existem muitos outros sinais de mergulho, mas esses são alguns dos mais usados. Lembre-se de que “ser fluente” em sinais de mergulho ajuda a ter mergulhos mais tranquilos, proveitosos e seguros ― e que nem sempre os sinais significam o mesmo que na superfície!

Quer aprender mais sobre mergulho recreativo? Assine nossa newsletter e fique por dentro de todos os detalhes da atividade!

Deixe seu comentário!
The following two tabs change content below.
Avatar

Fabiano "Dushi" Silva

CEO e Sócio Fundador | MSDT - Master Scuba Diver Trainer at EVIDIVE - Escola de Mergulho