Você sabe o que significa o termo SCUBA? Confira!​

A palavra SCUBA é, hoje em dia, quase sinônimo de mergulho. Talvez seja até mais frequente ver pessoas se referirem à prática do mergulho como “SCUBA diving” do que como mergulho autônomo, que seria o mais preciso em português. Se, em grande parte, isso se deve à influência do inglês na nossa língua, não devemos ignorar a importância que a invenção dos aparatos SCUBA tiveram na história do mergulho moderno.

O equipamento SCUBA proporcionou, desde seu surgimento, maior mobilidade e liberdade aos mergulhadores, tornando a prática mais atrativa e também mais popular. Mas você sabe o que significa o termo SCUBA?

O que significa SCUBA?

SCUBA é o nome que damos para o equipamento de mergulho autônomo. Mas o que significa o termo? Para começar, SCUBA é um acrônimo, ou seja, uma forma de encurtar um termo maior formando uma palavra com as letras iniciais de cada palavra dele. Nesse caso, o termo seria “Self Contained Underwater Breathing Apparatus”. Dá para entender por que foi preciso um acrônimo, não é?

Em uma tradução literal, esse termo seria em Português algo como: “Dispositivo para Respiração Subaquática Autocontido”. Porém, na prática, no Brasil e no resto do mundo todos usam o termo SCUBA para se referir ao equipamento. No português, as três primeiras palavras são bastante autoexplicativas: é um dispositivo que permite respirar embaixo da água. Mas por que “autocontido”? Para explicar isso, talvez seja preciso conhecer um pouco mais a história do mergulho.

Antes do SCUBA, o dispositivo de mergulho que predominava era o escafandro. Ele era um traje impermeável ligado a um aparelho na superfície que fornecia ar ou servia de escape ao ar pobre em oxigênio que os mergulhadores exalavam.

Por isso, os mergulhadores precisavam estar sempre ligados à superfície por uma ou duas mangueiras. Com a invenção do SCUBA, por Jacques Cousteau e Émile Gagnan, tornou-se possível portar cilindros de ar durante o mergulho e exalar o ar pobre em oxigênio embaixo d’água. Dessa forma, o sistema que agora era “autocontido” ficava protegido da água, sem precisar ser ligado a aparelhos na superfície!

Assim, surgiu o mergulho autônomo. Mas espere um pouco, o que é isso?

O que é mergulho autônomo?

SCUBA é o equipamento usado no mergulho autônomo

O mergulho autônomo (não confundir com o mergulho livre) é a modalidade de mergulho que surge da independência do mergulhador em relação à superfície. Ela foi a grande responsável pela popularização do mergulho ao redor do mundo depois da 2ª guerra mundial.

Com isso, o mergulho começou a deixar de ser um privilégio de exploradores e passou a ser acessível ao cidadão comum, por meio do mergulho recreativo, isto é, o mergulho por lazer, pelo prazer do descobrimento e da contemplação da natureza e da vida marinha!

É importante lembrar que essa autonomia é em relação à superfície e não do mergulhador em relação a outras pessoas. Isso porque, por questões de segurança, nunca se deve mergulhar sozinho. Essa não é uma limitação, mas um cuidado que torna o mergulho uma atividade única que, ao mesmo tempo em que é introspectiva e contemplativa, fomenta o companheirismo e a cooperação.

Esperamos que depois de ler este post tenhamos despertado em você um pouquinho da paixão que sentimos pelo SCUBA e pelo mergulho autônomo. Se sim, você pode continuar a aprender lendo nosso post sobre a história do mergulho!

Deixe seu comentário!
The following two tabs change content below.