O que é mergulho? Tudo que você precisa saber!

Trabalho excessivo e falta de tempo para curtir a vida pessoal: você se identifica com esses fatores? Se a resposta for positiva, está na hora de refletir sobre sua rotina!

Ao viver apenas para entregar os resultados do trabalho, as pessoas sentem fortes efeitos de estresse, tem o rendimento comprometido e os relacionamentos pessoais ficam desgastados.

Para encontrar uma sintonia entre o trabalho e a vida pessoal, incluir atividades de lazer e exercícios físicos na rotina é uma boa pedida. Mais interessante ainda é encontrar um hobby que traga experiências novas para sua vida!

Uma sugestão é a prática do mergulho! Além da possibilidade de conhecer um novo mundo debaixo d’água, o mergulho abre portas para viagens incríveis! Que tal conhecer mais sobre o que é mergulho?

Os tipos de mergulho

Com exceção do mergulho profissional, encontramos dois tipos de mergulho para praticantes em geral: o livre e o autônomo.

Para fazer o mergulho livre não é necessário um aparelho de respiração. O praticante de mergulho livre pode fazer a apneia, submergindo apenas com o ar dos pulmões, ou o snorkeling, em que utiliza uma máscara de mergulho com um snorkel para obter ar da superfície enquanto permanece observando debaixo d’água.

Já quem faz o mergulho autônomo, deve utilizar um equipamento chamado SCUBA (Self-Contained Underwater Breathing Aparattus), que é um aparelho autônomo de respiração subaquática. Ao mergulhar com o SCUBA, o praticante carrega em suas costas um cilindro de ar comprimido, do qual recebe, por meio de um regulador de pressão, o ar necessário para respirar.

Um pouco de história do mergulho

A prática do mergulho definitivamente não é algo recente! Antigamente, os homens costumavam mergulhar para recolher algum objeto perdido, ir em busca de alimentos ou de riquezas nas águas profundas.

Em tempos de guerra, os mergulhadores também tiveram seu papel. Durante muito tempo, foram usados com o objetivo de resgatar embarcações naufragadas, furar barcos dos inimigos ou mesmo entrar em suas terras.

O primeiro equipamento inventado para o mergulho foi o sino de mergulho, que era uma câmara rígida usada para transportar mergulhadores para o fundo do oceano. Em 1715, John Lethbridge construiu uma roupa feita de madeira para recuperar cargas de navios a 20 m de profundidade.

No século XIX, os irmãos Dane adaptaram um capacete de mineração para o mergulho. Porém, havia um problema: o capacete era apoiado sobre os ombros e, caso o mergulhador inclinasse a cabeça, o ar saía e o espaço era tomado por água.

Então, Augustus Siebe, no intuito de evitar que a água entrasse no capacete, fixou no interior deste uma roupa impermeável desenvolvida por ele. Assim, nascia o escafandro.

Anos mais tarde, Rouquayrol e Denayroue lançaram o primeiro sistema de respiração autônoma. No entanto, a falta de uma válvula de alta pressão se apresentava como uma restrição dessa invenção. Felizmente, em 1943, Jacques Costeau resolveu essa situação e aprimorou o equipamento de Rouquayrol, dando surgimento ao aqualung.

Foi nos anos 50 que surgiram as primeiras lojas de mergulho nos EUA, após os praticantes de mergulho livre começarem a se interessar pelo mergulho autônomo. Mas com o crescimento dos acidentes com o mergulho, as certificadoras, agências para treinar e certificar mergulhadores, foram criadas, como a NAUI (1960) e a PADI (1966).

Para saber mais detalhes sobre o assunto, leia nosso artigo sobre a História do Mergulho!

O que é necessário para começar?

Antes de cair na água e nadar com os peixinhos, é necessário fazer um treinamento adequado!

O primeiro passo do futuro mergulhador autônomo é escolher uma boa escola de mergulho para fazer o curso de mergulho e receber um certificado. Esse curso é composto basicamente por aulas teóricas e práticas na piscina e no mar.

Nas aulas teóricas, você irá aprender mais sobre o que é mergulho, fisiologia, o equipamento utilizado e quais técnicas são usadas no ambiente aquático.

Em seguida, com o auxílio de um instrutor, o que foi aprendido em sala de aula será colocado em prática na piscina.

Ao completar as atividades na piscina, vem o momento mais esperado: o check-out, ou seja, a prática em mar aberto! As técnicas treinadas na piscina são repetidas em meio à vida marinha e é você vai aprender a ter uma boa orientação debaixo d’água.

Com o curso finalizado e certificado em mãos, é hora de explorar o mundo subaquático!

Mergulhar é seguro?

Não se preocupe! Graças a uma série de normas e critérios de segurança, o mergulho é uma das práticas mais seguras que existem. No curso de mergulho, você aprende uma série de boas práticas que com certeza vão te deixar tranquilo em relação a esse aspecto, como por exemplo:

1. Não mergulhe sozinho

A regra primordial é nunca mergulhar sozinho, mesmo depois de já retirar sua certificação. Qualquer escola de mergulho é enfática nessa indicação: você deve sempre mergulhar com pelo menos o seu “dupla” de confiança, ou seja um amigo mergulhador que vai te auxiliar durante o mergulho.

2. Onde você vai mergulhar?

É essencial ter um conhecimento prévio da região onde você vai mergulhar, para que você não corra o risco de mergulhar em áreas pouco recomendadas. Por isso, depois de se certificar, é sempre bom planejar suas saídas com uma escola ou operadora de mergulho!

3. Planeje seu mergulho!

Planeje o mergulho respeitando os limites da sua certificação com relação à duração, direções e profundidades a serem atingidas, e sempre siga o plano combinado.

4. Condicionamento físico em dia

Mergulhar exige um bom condicionamento aeróbico e muscular. Evite bebidas alcoólicas no dia anterior e durma bem! Ser saudável é sempre recomendável, não é mesmo?

5. Equipamentos de qualidade

Dê uma verificada nos equipamentos antes do mergulho junto com seu instrutor para se certificar de que está tudo em ordem. Se você tiver seus próprios equipamentos, faça uma manutenção constante neles.

O mergulho é uma atividade que desperta curiosidade e é prazerosa! Por que não desacelerar um pouco na rotina de trabalho e estresse e fazer dele um hobby?

Aquela viagem que você iria fazer para o litoral pode ainda ficar melhor se o mergulho fizer parte da sua vida. No Brasil mesmo, há lugares maravilhosos para mergulhar, como Fernando de Noronha, Abrolhos, Bonito e por aí vai…

Gostou de saber mais sobre o que é mergulho? Não deixe de curtir a nossa página no Facebook para ficar por dentro desse assunto! Um ótimo mergulho a todos!

Deixe seu comentário!
The following two tabs change content below.
Avatar

Fabiano "Dushi" Silva

CEO e Sócio Fundador | MSDT - Master Scuba Diver Trainer at EVIDIVE - Escola de Mergulho