Conheça as 4 maiores barreiras de corais do mundo!​

As barreiras de corais correspondem a cerca de 1% do ambiente marítimo. No entanto, é ao redor desse 1% que pelo menos 25% de toda a vida marinha se organiza ― alimentando-se dos próprios corais, que também cumprem a função de “berçários”.

Algumas dessas barreiras podem ser até mesmo vistas do espaço. Mas, bom mesmo é vê-las de perto, mergulhando: só assim para aproveitar todo o seu colorido e a água cristalina que as rodeia!

Neste artigo, vamos descobrir o que é uma barreira de corais e conhecer as maiores do mundo. Confira a seguir!

O que é uma barreira de corais?

Corais são uma classe de animais que possuem um exoesqueleto feito de calcário e que, em sua forma adulta, chamada de pólipo, podem viver em colônias. Com o tempo, esses animais vão morrendo e se decompondo, devido às condições do ambiente, como a temperatura da água e o impacto das ondas.

Estes corais que morrem, formam um substrato sobre o qual novos corais podem se assentar e, desta maneira, as colônias crescem.

Algumas delas podem atingir um tamanho considerável, formando um recife. Em alguns lugares, vários deles se formam próximos uns dos outros e constituem uma imensa barreira de corais, com uma grande extensão formada por uma única grande “comunidade”.

Agora que sabemos o que é uma barreira de corais, vamos conhecer as maiores do mundo?

1. A Grande Barreira de Corais da Austrália

Grande Barreira de Corais da Austrália, a maior do mundo

A Grande Barreira de Corais da Austrália é indiscutivelmente a maior barreira de corais do mundo. Ela é composta por cerca de 2900 recifes, tem 2700 km de comprimento e atinge cerca de 700 km de largura.

Por conta de sua grandeza e da quantidade de espécies que abriga (em torno de três mil), a Grande Barreira de Corais da Austrália é considerada patrimônio mundial da Unesco e uma das Sete Maravilhas Naturais do Mundo!

Quem mergulha por lá, além da própria beleza do coral, pode contemplar espécies de botos, baleias, tubarões, golfinhos, peixes e aves. Segundo relatos de muitos dos visitantes, a experiência de visitar esta barreira de corais é, geralmente, um divisor de águas na vida de alguém.

2. Costa dos Corais do Alagoas

A Costa dos Corais do Alagoas é uma das maiores barreiras de corais do mundo

Para a sorte de nós, brasileiros, uma das maiores e mais marcantes barreiras de corais do mundo fica no Brasil, no estado do Alagoas. São cerca de 135 km de corais que abrigam uma diversidade de peixes e outros animais marinhos.

A Costa dos Corais do Alagoas atrai muitos turistas que, todo ano, buscam mergulhar entre os lindos recifes desta barreira, bem como nas piscinas naturais por ele formadas. Fora da água, é possível contemplar as belas praias e as monumentais falésias da região!

3. Recife Mesoamericano

Recife Mesoamericano é uma das maiores barreiras de corais do mundo

Os mais de mil quilômetros de extensão da barreira de corais do Recife Mesoamericano são formados por mais de 60 espécies de corais ―e habitados por cerca de 350 espécies de moluscos e mais de 500 de peixes. Essa barreira estende-se pela costa de quatro países: México, Belize, Guatemala e Honduras.

A biodiversidade local atrai mergulhadores, fotógrafos e biólogos marinhos de todos os cantos do mundo. Entre as espécies que podem ser contempladas aqui estão tartarugas marinhas, manatis, conchas e crocodilos!

4. Recife de Corais do Mar Vermelho

O Mar Vermelho possui uma das maiores barreiras de corais do planeta

Além de ser uma das maiores, com cerca de 1900 km, esta barreira de corais é uma das mais impressionantes do mundo. O Recife de Corais do Mar Vermelho abriga mais de 1200 espécies e é um dos destinos de mergulho mais procurados do mundo desde a década de 50!

Talvez por ter se desenvolvido durante cerca de sete mil anos no Oriente Médio, próximos a Israel, Djibuti e Egito, os corais desta barreira são muito mais resistentes às mudanças de temperatura e outras intempéries, como tempestades de areia.

Apesar de esse recife do Mar Vermelho ser tão preservado, a situação da maioria das barreiras de corais, no entanto, é bem diferente. Elas são, geralmente, muito frágeis e devem ser cuidadosamente visitadas. Uma das melhores maneiras de aproveitar um recife é através do mergulho! Dessa maneira é possível conhecê-lo sem machucá-lo.

E você, já visitou alguma barreira de corais? Conte para a gente, aqui nos comentários como foi essa experiência!

Deixe seu comentário!
The following two tabs change content below.
Avatar

Fabiano "Dushi" Silva

CEO e Sócio Fundador | MSDT - Master Scuba Diver Trainer at EVIDIVE - Escola de Mergulho